Postado em 02.09.10 em Curiosidades por Jorge Alves

O tempo voa, ainda mais à medida que se envelhece

A sensação de que o tempo passa mais depressa à medida que envelhecemos parece ser comum em todas as culturas.

Embora não exista uma explicação consensual para este fenómeno, existe uma teoria que refere que as nossas primeiras experiências são memorizadas com imensos detalhes e à medida que as repetimos deixamos de processar os detalhes de forma densa pois já foram armazenados.

Por exemplo, pense na primeira vez que andou de carro ou de comboio num determinado percurso (ou pense no seu primeiro beijo se os exemplos anteriores não funcionarem). Certamente está neste momento a passar-lhe pela cabeça uma cena demorada, cheia de detalhe, densa. Pense agora nas seguintes experiências do mesmo tipo que se seguiram; não parecem ter sido mais rápidas? Isto, segundo a explicação proposta, será devido à redundância, à repetição de informação e por conseguinte ao nosso cérebro não armazenar os detalhes destas experiências posteriores, pois tal não é necessário.

Desta forma, dedicamos mais recursos às novas experiências, que ficam guardadas como memórias detalhadas; caso as experiências se repitam muitos dos detalhes já estão “armazenados” e não precisamos de nos envolver tanto em termos mentais, o que resulta em memórias rotineiras sem detalhe.

Contudo, quando as pessoas chegam aos 60-70 anos as experiências passam a ser novamente muito importantes e as memórias são outra vez detalhadas.

Link para a notícia: “Why Does Time Fly By As You Get Older?“.

Related Posts with Thumbnails

Sobre o autor:  Jorge Alves é Doutorado em Psicologia. Neuropsicólogo Clínico. Investiga na área das Neurociências. Criador e autor principal do Portal RedePsicologia.com.



Subscrever Comentários Comentar | Trackback |
Etiquetas: , ,

Posts anteriores


Deixe aqui o seu comentário

Se pretende fazer uma pergunta sobre este artigo verifique primeiro se a mesma já foi respondida nos comentários. Devido à grande quantidade de comentários e e-mails que recebemos, nem sempre é possível uma resposta imediata. Contudo, tentamos dar resposta a todos os leitores.