O caminho exacto do laboratório?

Os cientistas cognitivos tentam criar experiências de laboratório para compreender um determinado processo ou performance no mundo real.

Contudo esta perspectiva de isolar uma função ou estrutura e eliminar condições e ruídos pode não ser a mais adequada para estudar a mente humana. 

Alan Kingstone sugere que uma alternativa seria re-pensar o modo como se estuda a mente humana de forma a tornar isto relevante para o mundo real.

O artigo pode ser lido aqui.

Artigos relacionados

Princípio da Acção em Massa

Massa em acção

"Massa" em acção

O Princípio da Acção em Massa (Mass Action Principle) é um princípio que tem sido posto em causa na área das neurociências.
(Não garanto a exactidão da tradução do termo para o português, mas quem lida com conceitos psicológicos em inglês já sabe as dificuldades inerentes numa traducção. O mais certo é surgirem mais 4 ou 5 traduções… E dar origem a artigos de debate sobre o termo a utilizar.)

Este termo e princípio da área das neurociências proposto por Karl Lashley afirma que a diminuição na aprendizagem é proporcional à quantidade de tecido cerebral destruído, e também que quanto mais complexa a tarefa se torna, mais as lesões interferem.

É um conceito interessante mas actualmente sabe-se que o cérebro apesar de funcionar como um todo se escontra especializado, havendo áreas “dedicadas” e especializadas em determinadas funções.

Aproveito para dizer que o conceito foi publicado em 1950 e foi o resultado de 30 anos de investigação. (Não pretendi insinuar que foram 30 anos perdidos…)

Também comento a escolha da foto dizendo que só me lembrei do trocadilho com “Massa (colectiva) em acção/Manifestação”. Aceitam-se sugestões melhores.

Link para a página na Wikipédia

Artigos relacionados

Em busca da(s) memória(s) de Eric Kandel

In Search of Memory

In Search of Memory

Olá bloggers e leitores, o meu nome é Rosana e serei (ao que parece) uma colaboradora temporária e honorária, como gosto de lhe chamar, deste blog.

A primeira “sugestão” recai para um livro chamado In Search of Memory: The Emergence of a New Science of Mind e que também me foi aconselhado por um professor que ficou encantado com o dito cujo. O livro em questão diz respeito a uma Auto-biografia de Eric Kandel (vencedor do Prémio Nobel de Medicina em 2000) que retrata a jornada que lhe permitiu chegar à descoberta dos processos neurobiológicos da memória não deixando de fora, porém, um resumo de grandes contributos para o estudo da mente e conta como disciplinas tais como psicologia comportamentalista, psicologia cognitiva, neurociências e biologia molecular convergiram numa “moderna” e poderosa ciência da mente.

Para quem quiser descobrir um mundo de interessantes descobertas no mundo da psicologia e das ciências cognitivas tem aqui um rico livro com que se entreter. Parece-me uma leitura agradável, quanto mais não seja por se tratar de uma biografia e pelo facto de contar um pouco da vida simples (ou não) de um vencedor de Prémio Nobel. Eu já encomendei o meu! Para quem estiver interessado, o melhor preço que encontrei foi no site do Bookdepository (site britânico que tem portes grátis :) ) e fica a £13.22 (16,70€) com capa dura. Para quem preferir uma opção mais económica, existe o livro em capa mole a £8.52 (10,80€).

Mais informações em: http://www.bookdepository.co.uk/

Artigos relacionados

Psicologia e Basquetebol - Como fazer lançamentos

Pete Maravich

Pete Maravich

Encontrei este vídeo em que “Pistol” Pete Maravich explica as seguintes fases para fazer um bom lançamento em basquetebol: conceptualização, concentração e confiança.

Foi um prazer rever este jogador “em acção”. Gostei de ver a fase da conceptualização, ou mais concretamente da visualização que é uma técnica bastante usada por desportistas.

Ao longo do vídeo pode ser notada a ética de trabalho de “Pistol” Pete que o levou a ser um dos melhores jogadores de basquetebol de todos os tempos. Duante o seu crescimento passava horas a treinar truqes, passes, e lançamentos. O pai exigia-lhe que efectua-se 100 lances bem sucedidos de forma consecutiva antes de se ir deitar. Maravich disse à imprensa que falhava ao 99º de modo a poder continuar a jogar basquetebol em vez de ir dormir.

A título de outra curiosidade, refira-se que durante a época de 1977-78 da NBA, Pete sofreu uma lesão da perna. A partir deste momento a carreira e a vida deste homem entararam em declínio. Apesar de uma passagem nada breve pelo alcoolismo, Pete deu a volta e acabou a ajudar a acomunidade.

Aos 40 anos morreu de um ataque de coração (devido a um porblema congénito) mesmo após acabar um jogo com amigos. Aquando dos seus 25 anos (poucos antes de morrer) teria dito as seguintes palavras: “I don’t want to play 10 years in the NBA and then die of a heart attack at 40.”

Link para o vídeo

Link para a biografia

Artigos relacionados

Fotografia e palavras - Ansiedade

Nesta secção tem lugar uma composição de imagem e palavras que tentam reflectir fenómenos mentais.

Desta vez a palavra-chave é “ansiedade”. (Se bem que com esta foto podia ser pânico…)

Ansiedade

Ansiedade

Foto: FlickrJunkie

There is no terror in the bang, only in the anticipation of it.
James Anthony Froude

Contamos com o teu contributo fotográfico e/ou de palavras.

BlogBlogs.Com.Br

Artigos relacionados