Postado em 10.07.09 em Curiosidades por Jorge Alves

Os limites da resistência da mente humana

Bem vindo. Pode esclarecer as suas dúvidas no formulário de Contacto ou comentando num artigo. Subscreva o nosso feed RSS para não perder nenhum artigo novo. Pode procurar mais informação na secção "Arquivos" ou na barra de pesquisa.

Os limites da resistência da mente humana

jure-robic
Conhecer e debater-se com os limites da resistência humana, tanto física como mental, tem sido uma questão importante para o Homem, que lhe permite por vezes confrontar-se com momentos de glória e noutros com sentimentos de impotência e desespero.

A propósito desta eterna questão refiram-se as “proezas” (chamemos-lhe assim) do ciclista Jure Robic, que durante as corridas de ultra-resistência em que participa demonstra comportamentos psicóticos enquanto se esforça até ao seu limite.

Ainda mais curioso é o facto de tanto ele como a equipa conhecerem o padrão de comportamento apresentado durante as provas, e, possivelmente,  fazerem uso dele. Desta forma, Robic passa por alterações de discurso, comportamento beligerante e perda da memória a curto-prazo, chegando a ter alucinações.

A sua infatigabilidade, com testes físicos a revelarem capacidades semelhantes às dos competidores, parece estar ligada à sua insanidade momentânea; embora o mecanismo desta relação seja desconhecido. Muitas questões ficam pois em aberto, entre as quais: ele perde a sanidade mental devido ao esforço ou consegue desenrolar tal esforço porque perdeu a sanidade? De forma abrangente e respeitante à condição Humana, poderíamos ainda questionar-nos sobre o que sucede quando os limites da resistência humana, física e/ou mental, são alcançados.

Link para a notícia no New York Times: “That Which Does Not Kill Me Makes Me Stranger“.

Related Posts with Thumbnails

Sobre o autor:  Jorge Alves é doutorando em Psicologia. Investiga na área das Neurociências. Criador e autor principal do Portal RedePsicologia.com.



Subscrever Comentários Comentar | Trackback |
Etiquetas: , , , ,

Posts anteriores


Deixe aqui o seu comentário

Se pretende fazer uma pergunta sobre este artigo verifique primeiro se a mesma já foi respondida nos comentários. Devido à grande quantidade de comentários e e-mails que recebemos, nem sempre é possível uma resposta imediata. Contudo, tentamos dar resposta a todos os leitores.




Content Protected Using Blog Protector By: PcDrome.