Postado em 08.10.08 em Outros por Jorge Alves

Sociologia (diferenças com Psicologia)

A Sociologia é a ciência que estuda a sociedade e o comportamento humano em função do meio e os processos que interligam os indivíduos em associações, grupos e instituições.

Enquanto o indivíduo na sua singularidade é alvo de estudo por parte da Psicologia, a Sociologia estuda os fenómenos que ocorrem quando os indivíduos se encontram em grupos e interagem.

Abarcando áreas desde a família até grandes empresas, da política à religião; a Sociologia pretende explicar a totalidade do seu universo de pesquisa.

A Sociologia, inclusive económica, política, cultural e de sistemas, tem origem na acção do conhecimento humano e filosofia. A análise social foi realizada por estudiosos e filósofos, pelo menos, tão cedo quanto o tempo de Platão.

Há evidência de início grego (por exemplo, Xenófanes de Cólofon, Xénophon, Polybios) e muçulmano no que toca a contirbuições sociológicas, especialmente por Ibn Khaldun, que é visto por alguns como um grande trabalho dedicado à sociologia como uma ciência social. Vários outros precursores da sociologia, desde Giambattista Vico até Karl Marx, são hoje considerados sociólogos clássicos.

A Sociologia surgiu mais tarde como uma disciplina científica, no início do século 19 como uma resosta académica aos desafios da modernidade e de modernização, tais como a industrialização e urbanização.

Os sociólogos esperam não só entender o que mantém os grupos sociais em conjunto, mas também para desenvolver respostas para a desintegração social e exploração.

O termo “sociologie” foi primeiro usada em 1780 pelo ensaísta francês Emmanuel Joseph Sieyès (1748-1836) num manuscrito inédito. O termo foi usado novamente e popularizado pelo pensador francês Auguste Comte em 1838. Comte tinha anteriormente utilizado o termo “física social”, mas que tinha sido apropriado por outros, nomeadamente Adolphe Quetelet.
Comte esperava unificar todos os estudos para a humanidade – incluindo história, a psicologia ea economia. Sua própria sociológica regime foi típica do século 19, todos acreditavam que ele tinha passado a vida humana através do mesmo distintas fases históricas (teologia, metafísica, ciência positiva) e que, se poderiam aproveitar este um progresso, uma poderia prescrever os remédios para os males sociais . Sociologia era para ser a “rainha das ciências positivas”. Assim, Comte tem vindo a ser encarado como o “pai da sociologia”.

São considerados como grandes teóricos da sociologia Ferdinand Tönnies, Émile Durkheim, Karl Marx, Herbert Spencer, Vilfredo Pareto, Ludwig Gumplowicz, Georg Simmel e Max Weber. As suas obras dirigidas à religião, educação, economia, direito, psicologia, ética, filosofia e teologia, e suas teorias têm sido aplicadas em uma variedade de disciplinas académicas. A sua influência sobre a sociologia foi fundamental.

Related Posts with Thumbnails

Sobre o autor:  Jorge Alves é Doutorado em Psicologia. Neuropsicólogo Clínico. Investiga na área das Neurociências. Criador e autor principal do Portal RedePsicologia.com.



Subscrever Comentários Comentar | Trackback |
Etiquetas: ,

Posts anteriores


Comentários ( 1 Comentário )

ADOREI O TEXTO,O CONTEUDO ESTAVA ÓTIMO.APRENDI BASTANTE.
MUITO OBRIGADA. BEIJOS.

MARLENE BRAGANÇA SILVA OLIVEIRANo Gravatar deixou este comentário em Jun 28 11 ás 19:00

Deixe aqui o seu comentário

Se pretende fazer uma pergunta sobre este artigo verifique primeiro se a mesma já foi respondida nos comentários. Devido à grande quantidade de comentários e e-mails que recebemos, nem sempre é possível uma resposta imediata. Contudo, tentamos dar resposta a todos os leitores.