Postado em 02.15.10 em Notícias por Jorge Alves

França deixa de considerar o transsexualismo como doença mental

Símbolos dos sexosA França é o primeiro país deixar de considerar o transsexualismo, formalmente referida como perturbação da identidade de género, como uma doença mental oficialmente reconhecida.

Apesar de alertar a Associação de Psiquiatria Americana e a Organização Mundial de Saúde para a vontade cada vez mais forte da comunidade LGBT para que o diagnóstico deixe de existir, caso esta medida se extenda a outros países poderá ter implicações a ter em conta.
Por exemplo, em alguns países é necessário ter o referido diagnóstico para que seja elegível ao procedimento de reatribuição de sexo, ou seja, poderá haver implicações no seu custo.

Link para a notícia no jornal Le Figaro: “Le transsexualisme n’est plus une maladie mentale“.

Related Posts with Thumbnails

Sobre o autor:  Jorge Alves é Doutorado em Psicologia. Neuropsicólogo Clínico. Investiga na área das Neurociências. Criador e autor principal do Portal RedePsicologia.com.



Subscrever Comentários Comentar | Trackback |
Etiquetas: , , ,

Posts anteriores


Deixe aqui o seu comentário

Se pretende fazer uma pergunta sobre este artigo verifique primeiro se a mesma já foi respondida nos comentários. Devido à grande quantidade de comentários e e-mails que recebemos, nem sempre é possível uma resposta imediata. Contudo, tentamos dar resposta a todos os leitores.