Postado em 07.17.08 em Outros por Jorge Alves

Alfred Binet

Alfred BinetAlfred Binet, pedagogo e psicólogo francês, ficou conhecido pela sua contribuição na área da psicometria.

Foi o inventor do primeiro teste de inteligência que abriu as portas aos actuais testes de QI.

Filho de um médico e uma pintora, Binet nasceu a 8 de julho de 1857 em Nice. Quando terminou os seus estudos secundários, iniciou os estudos em direito, medicina e ciências naturais.

Em 1884, Alfred Binet inicia os seus estudos de ciências naturais na Sorbonne. Incentivado por Théodule Ribot para prosseguir os seus estudos no domínio de psicologia, ele trabalha com Jean Martin Charcot no hospital de Salpêtrière onde a hipnose é alvo de novas experiências

Em 1890 ele conhece Henri Beaunis, que havia criado o laboratório de psicofisiologia do Sorbonne em 1889.

Em 1892, Theodore Simon, da área de psiquiatria em Perray-Vaucluse, coloca-o em contacto com crianças portadoras de deficiência.

Em 1894 funda com Henri Beaunis a revista L’année psychologique. Ainda neste ano, leva a cabo um dos primeiros estudos psicológicos sobre o xadrez em mestres desta área.

Em 1895 torna-se director do laboratório de psicofisiologia, no lugar de Henri Beaunis.

Em 1905, por solicitação do governo francês publica uma escala métrica de inteligência que havia elaborado com Theodore Simon.

Esta escala tinha por objectivo medir o desenvolvimento da inteligência das crianças de acordo com a idade (idade mental). Nos anos seguintes, efectua melhorias ao instrumento. Este trabalho foi o ponto de partida para muitos outros testes, em particular o de QI.

Alfred Binet morre de congestão cerebral a 28 de outubro de 1911.

Related Posts with Thumbnails

Sobre o autor:  Jorge Alves é Doutorado em Psicologia. Neuropsicólogo Clínico. Investiga na área das Neurociências. Criador e autor principal do Portal RedePsicologia.com.



Subscrever Comentários Comentar | Trackback |
Etiquetas: , ,

Posts anteriores


Deixe aqui o seu comentário

Se pretende fazer uma pergunta sobre este artigo verifique primeiro se a mesma já foi respondida nos comentários. Devido à grande quantidade de comentários e e-mails que recebemos, nem sempre é possível uma resposta imediata. Contudo, tentamos dar resposta a todos os leitores.