Postado em 05.16.09 em Conferências e Eventos por Jorge Alves

2º Curso de Hiperactividade – 10 anos da Consulta de Hiperactividade do Hospital Santo António

2º Curso de Hiperactividade – 10 anos da Consulta de Hiperactividade do Hospital Santo António

A Unidade de Neuropediatria do Hospital de Santo António, para além da vertente assistencial, tem como um dos seus objectivos a formação de profissionais de saúde, de forma a melhorar a prestação de cuidados e a qualidade de vida dos doentes e famílias.

Há 10 anos foi iniciado nessa instituição o seguimento de crianças com Perturbação de Hiperactividade e Défice de Atenção numa consulta multidisciplinar com rápida expansão.

De forma a partilhar a experiência adquirida no seguimento e tratamento destas crianças, convidam profissionais de diferentes áreas dedicados ao tratamento desta patologia a participar neste evento.

Com a participação de profissionais especializados, o curso destina-se a Pediatras, Pedopsiquiatras, Neuropediatras, internos destas especialidades, Psicólogos e outros técnicos interessados no seguimento de crianças com o diagnóstico “perturbação de hiperactividade e défice de atenção” (PHDA).

Com esta iniciativa, a organização pretende contribuir de forma prática para organizar e uniformizar conceitos relativos a esta patologia, co-morbilidades, diagnósticos diferenciais e tratamento.

O programa do Curso pode ser consultado no site do evento: http://geocities.com/hiperactividade.

Data e local:
17 e 18 de Junho de 2009
Anfiteatro Alexandre Moreira
Hospital Santo António, Porto

Organização:
Unidade de Neuropediatria
Serviço de Pediatria
Hospital Santo António

Comissão Organizadora:
Teresa Temudo
Sónia Figueiroa
Catarina Prior

Related Posts with Thumbnails

Sobre o autor:  Jorge Alves é Doutorado em Psicologia. Neuropsicólogo Clínico. Investiga na área das Neurociências. Criador e autor principal do Portal RedePsicologia.com.



Subscrever Comentários Comentar | Trackback |
Etiquetas:

Posts anteriores


Deixe aqui o seu comentário

Se pretende fazer uma pergunta sobre este artigo verifique primeiro se a mesma já foi respondida nos comentários. Devido à grande quantidade de comentários e e-mails que recebemos, nem sempre é possível uma resposta imediata. Contudo, tentamos dar resposta a todos os leitores.